Vantagens ambientais das hídricas

A construção de novos aproveitamentos hidroeléctricos foi considerada um dos vectores estratégicos de combate às alterações climáticas, pois permite dar resposta à crescente procura energética que atravessamos; contribuindo, simultaneamente, para reduzir as emissões de dióxido de carbono por unidade de energia eléctrica produzida.

Esta valia ambiental é potenciada por três funções diferentes:

  • Na produção de energia eléctrica limpa – ou seja, sem emissões de CO2 – no processo de exploração da central.
  • Na capacidade de armazenar a energia eléctrica produzida nos parques eólicos, em períodos em que a procura de energia não consegue acomodar a oferta desta electricidade. Quando isto acontece, a electricidade produzida pela energia eólica é usada para bombear água de jusante da barragem para o reservatório, podendo ser utilizada quando a procura existir.
  • Enquanto reserva estratégica de água, quando construída a montante de outros aproveitamentos hidroeléctricos. Como evidenciado no caso do Baixo Sabor, a reserva estratégica de água permite, em períodos secos, aproveitar toda a cascata do Douro para produzir energia eléctrica, que, alternativamente, seria produzida com recurso à produção térmica.