EDP lança concurso para construção da barragem do Alvito

Lisboa, 22 de dezembro de 2010

Projecto envolve investimento de 360 milhões e a criação de 4.000 empregos, directos e indirectos

A EDP vai lançar o concurso para a empreitada de construção da barragem do Alvito, nos concelhos de Castelo Branco e Vila Velha de Ródão.

A EDP dá assim mais um passo na execução do seu plano de expansão hidroeléctrica, investindo mais de 3.000 milhões de euros no país até ao final da década. Neste momento estão já em construção sete projectos: os reforços de potência de Picote II, Bemposta II, Alqueva II, Salamonde II, Venda Nova III e as barragens do Baixo Sabor e Ribeiradio - Ermida ). Estão ainda em fase de análise as propostas para a construção de Foz Tua.

De acordo com o planeamento estabelecido, a adjudicação do contrato de construção do Alvito e o arranque das obras deverão ocorrer em meados de 2011, estando a sua conclusão prevista para o final de 2015. O investimento previsto é da ordem dos 360 milhões de euros. As obras criarão cerca de 4 000 postos de trabalho, dos quais 1 000 directos.

Sobre a barragem do Alvito:
O aproveitamento hidroeléctrico do Alvito, situado no rio Ocreza, afluente da margem direita do rio Tejo, a montante da barragem de Pracana, foi objecto de concurso público lançado pelo Instituto da Água no âmbito do Plano Nacional de Barragens de Elevado Potencial Hidroeléctrico . Este concurso foi ganho pela EDP, tendo-lhe sido atribuída a respectiva concessão provisória do domínio hídrico em finais de 2008. A Declaração de Impacte Ambiental (DIA) foi emitida em Abril de 2010.

O novo empreendimento será constituído por uma barragem do tipo gravidade, em betão compactado com cilindro (BCC), com cerca de 400 m de desenvolvimento no coroamento e 89 m de altura acima da fundação. Dispõe de descarregador de cheias frontal, descarga de fundo e dispositivo para libertação de caudal ecológico, tendo uma central subterrânea, em caverna, equipada com um grupo reversível com uma potência total de 225 MW. O circuito hidráulico subterrâneo medirá cerca de 3,8 km, com tomada de água na albufeira do Alvito e restituição na cauda da albufeira de Pracana. O projecto contempla ainda por uma subestação situada à superfície.

A barragem do Alvito situa-se nas proximidades da povoação de Foz do Cobrão, cerca de 400 m a montante da confluência da ribeira do Alvito com o rio Ocreza, dominando uma bacia hidrográfica com cerca de 780 km2 e criando uma albufeira com uma extensão de cerca de 27,5 km, para o NPA à cota (221,00). O encontro da margem direita da barragem situa-se no concelho de Castelo Branco e o da margem esquerda, bem como o circuito hidráulico, a central e a subestação, no de Vila Velha de Ródão.

Imagens