EDP leva Projecto Orquestra Geração para Mirandela

Lisboa, 13 de dezembro de 2010

27 crianças recebem 1ºs instrumentos e descobrem via da inclusão social através da música

A EDP promove a instalação da Orquestra Geração na cidade Mirandela. A estreia foi assinalada com a entrega dos instrumentos musicais (14 violinos, 5 violas d'arco, 5 violoncelos e 3 contrabaixos) às primeiras 27 crianças abrangidos pelo programa.

A cerimónia decorreu na passada sexta-feira, no Centro Salesiano de Mirandela. A Orquestra Geração é um projecto de inclusão social que abrange crianças desfavorecidos. A ideia é inspirada no modelo "El Sistema" do Maestro Gustavo Dudamel da Venezuela, onde nasceu há 38 anos e já mudou por completo a forma de viver de milhares de crianças. O projecto envolve alunos em risco de exclusão social e com menor aproveitamento escolar, e incentiva-os a desenvolverem valores como a disciplina, a organização, a persistência, o trabalho em grupo, o respeito pelos outros.

Em Portugal, este projecto, conta com o apoio, para além da Fundação EDP, do Ministério da Educação, da Fundação Calouste Gulbenkian, da Escola de Música do Conservatório Nacional, bem como das Câmaras Municipais das regiões envolvidas.

No final de 2009, a Fundação EDP assinou um protocolo que envolve as escolas de música das regiões de Fridão e Tua, reconhecidas pelo Ministério da Educação, para a implementação deste programa nas regiões onde a EDP irá construir novas barragens. Amarante foi a primeira cidade do Norte a receber a Orquestra Geração, em Junho.

A segunda réplica deste projecto nestas regiões das novas barragens arranca agora em Mirandela, em estreita colaboração com a Câmara Municipal - Divisão de Ensino e Acção Social, a Escola de Música ARTEMIR, Escolas do 1º ciclo de Mirandela e o Centro Salesiano de S. J. Bosco. A expansão deste projecto está associado aos investimentos hidroeléctricos da EDP. Através de um conjunto de iniciativas e promoção de desenvolvimento, entre as quais esta, o Grupo partilha os benefícios da energia hídrica com as populações residentes nas regiões abrangidas pelos novos projectos.

Imagens