Plano ambiental do Sabor abrange área equivalente a 20.000 campos futebol

Lisboa, 02 de janeiro de 2015

O maior investimento do plano hidroeléctrico da EDP em Portugal é também emblemático pela exigência ambiental. Situado num território classificado como Rede Natura, o Baixo Sabor implica o cumprimento de um ambicioso plano de compensação ambiental. São 48 ações desenhadas para proteger animais, plantas e respectivos habitats. Com uma taxa de execução de 89%, o plano deverá estar inteiramente implementado em 2015.

As medidas, exigidas por entidades nacionais e europeias, são prioritariamente dirigidas à conservação da natureza. No entanto, a este objectivo, a EDP quis acrescentar a componente de desenvolvimento regional de modo a garantir que a conservação da biodiversidade pode trazer benefícios económicos para quem vive nos territórios protegidos.

As quase 50 ações foram desenvolvidas e serão implementadas com parceiros locais, com os quais foram estabelecidos compromissos para os próximos 10 a 15 anos. Mais de 2.000 parceiros, entre proprietários agrícolas, associações, organizações ambientalistas, juntas de freguesia, autarcas, universidades. “As obrigações foram transformadas em oportunidades com potencial para promover desenvolvimento regional sustentável”, explica Sérgio Figueiredo, administrador da EDP Produção.

Os 28 pombais recuperados são um bom exemplo dessa matriz de sustentabilidade. O objectivo prioritário é preservar uma das espécies características da região: a águia de Bonelli. Mas estão também a ser desenvolvidas outras valências. Dos pombais podem surgir produtos com valor de mercado. Pequenos negócios liderados por promotores locais. É o caso do adubo orgânico para agricultura, do pombo como especialidade gastronómica, da produção de cereal para alimentar os pombais, assegurada por agricultores locais.

O plano contempla ainda a revitalização de olivais e amendoais abandonados, a criação de zonas de não caça, cultivo de sementeiras para pastagens, construção de açudes, charcas, abrigos para morcegos e répteis, entrega de cães de gado.

No total, a EDP terá sob gestão ambiental cerca de 140km em torno da albufeira, o equivalente a 20.000 campos de futebol e 60 milhões de euros de investimentos, 10 dos quais já aplicados. Os restantes serão investidos ao longo dos 75 anos de vida útil da concessão.

Num futuro próximo, este plano de conservação da natureza e de desenvolvimento regional terá ainda uma terceira dimensão, transformando-se num instrumento de gestão territorial com a criação de Parque Natural Tua Sabor. Um projecto que abrangerá os nove concelhos impactados pelas duas barragens que a EDP tem em construção na região.

O que está a ser feito para a conservação da natureza?

O que está a ser feito para a economia local?

Medidas de compensação

Medidas de compensação - envolvimento de stakeholders