Estudantes de Trás-os-Montes apresentam projectos empresariais

Lisboa, 23 de abril de 2013

80 alunos de várias escolas de Trás-os-Montes expõem, em Vila Real, o resultado do trabalho desenvolvido ao longo do ano lectivo no âmbito do programa A Empresa da Junior Achievement. São no total 16 mini-empresas, com propostas de novos produtos e serviços, a testar pela 1ª vez a aceitação do público e de um júri.

A iniciativa completa assim a 4ª edição do Programa nos concelhos de Trás-os-Montes abrangidos pelos novos projectos hídricos da EDP. São já 450 os jovens que tiveram a oportunidade de experimentar criar uma empresa, com apoio de professores, voluntários ligados à actividade empresarial da região, sob orientação da Junior Achievement Portugal.

O objectivo deste programa é criar nos mais jovens o espírito empreendedor, sensibilizando-os para o potencial de mercado da criatividade e inovação, dando-lhes em simultâneo os conhecimentos técnicos necessários para atingir os objectivos.

A Feira (I)Limitada decorre a 24 de Abril, em Vila Real, no Dolce Vita Douro. No evento participam alunos com idades compreendidas entre os 15 e os 21 anos. Frequentam o Agrupamento de Escolas Carrazeda de Ansiães, Escola Profissional de Agricultura e Desenvolvimento Rural de Carvalhais, Externato de Vila Meã, Agrupamento de Escolas de Alfandega da Fé, Agrupamento de Escola D.Sancho II, Agrupamento de Escolas de Ribeira de Pena, Escola Básica e Secundária de Macedo de Cavaleiros e Escola Profissional Nervir Os melhores projectos serão seleccionados pelo júri e prosseguem para posterior avaliação nacional e internacional.

  • A Junior Achievement é uma organização sem fins lucrativos que desenvolve o empreendedorismo, gosto pelo risco, criatividade e inovação da próxima geração.
  • A EDP, através da Fundação EDP, associa-se a esta missão. Nos concelhos de Trás-os-Montes, o Grupo tem em curso outros programas de apoio ao empreendedorismo, como o Prémio EDP Empreendedor Sustentável e EDP Solidária Barragens. Sendo complementares, estas iniciativas partilham um objectivo único: aumentar a empregabilidade, capacitar, valorizar recursos locais, promover desenvolvimento sustentável nas zonas de influência dos projectos hidroeléctricos.

Imagens