Cinco traçados em estudo para linha de alta tensão de Foz Tua

Lisboa, 29 de março de 2013

Estudo de Impacte Ambiental deverá estar concluído em Junho

A EDP vai estudar cinco alternativas para a instalação da linha de alta tensão que ligará a central de Foz Tua à rede elétrica. Os traçados serão alvo de Estudo de Impacte Ambiental, cujas conclusões permitirão aferir qual a melhor solução técnica e ambiental, compatibilizando o transporte da energia com a preservação da paisagem protegida do Douro Vinhateiro.

A decisão sobre os cinco traçados a estudar foi divulgada esta semana, a 26 de Março pela Comissão de Avaliação constituída no âmbito da Agência Portuguesa do Ambiente. Esta entidade analisou a Proposta de Definição de Âmbito (PDA), tendo emitido um parecer favorável, recomendado o estudo de cinco das nove alternativa aí identificadas. Destas, três coincidem com os traçados considerados mais viáveis pela análise prévia feita pela EDP.

A EDP propõe-se dar cumprimento ao proposto na PDA, bem como aos aspetos, comentários e considerações mencionados.

De acordo com o planeamento geral deste processo de licenciamento, o EIA será apresentado pela EDP às Autoridades durante o próximo mês de Junho e a Declaração de Impacte Ambiental (DIA) da linha elétrica deverá ocorrer em Novembro de 2013.

Sobre o processo de Avaliação de Impacte Ambiental:

A EDP Produção apresentou à Agência Portuguesa do Ambiente (APA), em Novembro de 2012, uma Proposta de Definição de Âmbito (PDA), que constitui uma fase preliminar do procedimento de Avaliação de Impacte Ambiental (AIA). A PDA pretende identificar, analisar e selecionar as vertentes ambientais significativas que podem ser afetadas pelo Projeto e sobre as quais a avaliação subsequente deverá incidir, permitindo o planeamento e a definição dos termos de referência do respetivo Estudo de Impacte Ambiental (EIA), ainda a realizar.

Neste documento, a EDP procedeu à identificação e caracterização de 9 alternativas de traçado da futura linha elétrica, à tensão de 400 kV. Em sede de procedimento de AIA, deverá ser agora eleita a solução mais adequada e as condições de construção da ligação da futura central hidroelétrica de Foz Tua à Rede Nacional de Transporte (RNT).

Imagens