EDP antecipa futuro sustentável

A EDP está empenhada em desenvolver as suas actividades de uma forma sustentável, nos diversos sectores de actividade em que participa. A energia eléctrica, em particular, constitui um motor de desenvolvimento económico, de combate à exclusão social e de melhoria da qualidade de vida das populações.

Seguindo uma política de investimento selectiva, na qual se privilegiam investimentos de maior retorno e baixo risco, há que atender também aos fortes desafios climatéricos de magnitude global e perigosidade local. A melhoria da eficiência energética e a redução de emissões de CO2 são, por isso, as mais urgentes metas na indústria da energia.

Em linha com estas duas tendências da indústria, o Grupo EDP está a aumentar a produção de energias renováveis, com especial enfoque na eólica e hídrica. A EDP, através da EDP Renováveis, ocupa a 3ª posição entre os maiores produtores mundiais de energia eólica. No domínio hídrico, o Grupo tem o curso um dos maiores planos de investimento da Europa. Uma estratégia que começa a dar resultados. Em 2012, ao atingir o dobro da dimensão que tinha em 2006, a EDP será mais verde. Dois terços dos 24.000MW então instalados não emitirão CO2, um dos gases responsáveis pelo aquecimento global..

A preocupação em crescer de forma sustentável não se limita à produção. A EDP integra este princípio em todas as suas actividades, sendo os seus resultados reconhecidos e validados regularmente. O desempenho do Grupo na área da sustentabilidade é considerado o melhor do mundo no sector eléctrico, de acordo com a classificação atribuída pelos exigentes índices Dow Jones Sustainability.

O histórico da EDP é também garantia de capacidade de concepção e gestão de infra-estruturas eléctricas de forma sustentável e segura. O Grupo construiu e explora todas as grandes barragens nacionais, tendo recentemente aplicado este saber no Brasil, onde construiu o empreendimento Peixe Angical, cumprindo todos os cuidados ambientais e sociais exigidos.